sexo_anal_sem_dor

Gretchen 

Gretchen
Gretchen
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Maria Odete Brito de Miranda[1] (Rio de Janeiro, 29 de maio de 1959), artisticamente conhecida como Gretchen, é uma cantora, empresária, youtuber e, ocasionalmente, atriz brasileira. É irmã da cantora Sula Miranda e mãe de Thammy Miranda. Em torno de seu sucesso, Gretchen vendeu cerca de 15 milhões de discos durante quase quatro décadas de carreira.[2][3] Na década de 2010, tornou-se participante notável de diversos reality shows, incluindo Troca de Família, A Fazenda, Power Couple Brasil, Duelo de Mães, Os Gretchens e Bancando o Chef. 1976–78: Início e As Melindrosas Gretchen iniciou a carreira como cantora na orquestra do Maestro Zaccaro em 1976. O convite para integrar a banda veio após Maria Odete ter vencido o Festival Musical do Colégio Objetivo.[5] Foi neste ano de 1976 que escolheu seu nome artístico Gretchen: Viu um outdoor publicitário do filme Aleluia, Gretchen na Praça da Sé, enquanto voltava da escola de ônibus. Isso lhe despertou imediatamente a vontade de usá-lo. Apesar da insistência dos produtores artísticos de que o público não conseguiria pronunciar direito o nome, ela insistiu pois queria um nome artístico original, inusitado. E deu muito certo. Ainda na adolescência, integrava o grupo As Melindrosas juntamente com suas irmãs Sula Miranda, Yara e a prima Paula. O primeiro LP, “Disco Baby”, já estava pronto enquanto a gravadora Copacabana procurava quatro meninas para a divulgação do material. Após a escolha e o início da divulgação com exibição do clipe no programa Fantástico e várias outras aparições em programas de TV, o LP alcançou a marca de um milhão de cópias vendidas e recebeu nota na revista musical Billboard.[6] Em um período de dois anos, o LP já havia vendido quatro milhões de cópias, segundo o produtor Jorge Gambier, mas neste período Gretchen já havia abandonado o grupo e seguiu em carreira solo. 1978–2009: Carreira solo Dois anos, em 1978, depois do sucesso no grupo As Melindrosas, Santiago Malnati, conhecido nos meios musicais da época como Mister Sam, viu-a em um programa de calouros e a lançou em carreira solo.[5] No fim dos anos 1970, na Era Disco, seu primeiro trabalho foi com o compacto Dance With Me, produzida pelo argentino Mister Sam, inspirado na canção Dance a little bit closer da cantora Charo.[7] A estreia de Maria Odete como “Gretchen” para o grande público da TV aconteceu no Programa Carlos Imperial, na extinta Rede Tupi. Seu nome artístico foi inspirado no título do filme Aleluia Gretchen.[8] Seus sucessos foram Freak Le Boom Boom, Conga Conga Conga, Melô do Piripiri (Je Suis La Femme), “Melô do Xique Xique”, “Melô do Pata Pata” e “Latino-americana” (os dois primeiros receberam disco de ouro e o terceiro disco de platina), entre outros. Pelas décadas seguintes é associada a estes seus mais conhecidos hits.[9] Neste período, Gretchen tornou-se recordista por chegar a mil espetáculos em menos de três anos, sendo uma das mais bem sucedidas artistas brasileiras da época.[10] Durante o auge de sua carreira, Gretchen participou de todos os importantes programas de TV da época, de Globo de Ouro a Chacrinha, passando por Bolinha e Silvio Santos. Era também presença constante em todas as emissoras, como Rede Tupi, Rede Record, TV Gazeta, Rede Globo, SBT e Rede Bandeirantes. A cantora também costumava participar de vários quadros do Programa Silvio Santos e em outros quadros e atrações do SBT, entre eles o game show “Qual é a Música?”, patrocinado pelo Baú da Felicidade, pertencente a Silvio Santos, no qual por muitos anos foi uma das maiores vencedoras. Ela se apresentou na Coreia do Sul, por toda a Europa e Estados Unidos, inclusive com shows de lambada, ritmo que era uma febre no início da década de 1990. Até hoje é presente em shows, na TV e em discos. É por muitos reconhecida como a pioneira do estilo. A carreira de Gretchen como atriz teve início em 1979 em um filme infantil com suas irmãs, “Vamos Cantar Disco Baby”. Em 1982, Gretchen fez o filme Aluga-se Moças, no estilo pornochanchada. O filme contava também com a participação de Rita Cadillac. O filme ganhou certo aspecto cult no Brasil. Na época quebrou todos os recordes de bilheteria, ficando na frente de “Caçadores da Arca Perdida” de Steven Spilberg.[11] Em 1990, ao lado de Deni Cavalcanti e Alexandre Frota, estrelou “A Rota do Brilho”.
  • Gender: female
  • Eye Color: amber
  • Hair Color: black

Already have an account? Log In


Forgot Password


Log In

Publicidade

publicidade